Napoli, Italy

Tuesday, July 3, 2012

India colorida, querida e prestativa / Colorful, kind and helpful India


Infelizmente nós não conseguimos embarcar no trem no qual estávamos na lista de espera para Nova Delhi. Ficamos presos em Siliguri por três dias, até que, graças à um agente de turismo muito prestativo, conseguimos lugar em um dos trens. A cidade era muito quente e bem cheia de pessoas, mas ficamos em um hotel bom e experimentamos pratos deliciosos. Depois de tanto tempo bebendo água natural fervida, a água mineral engarrafada tinha um gosto bem estranho.
O dia de pegar o trem chegou e a maratona começou. Chegamos em Nova Delhi depois de 24 horas dentro do trem e pegamos um taxi até a estação de ônibus, a temperatura beirava os 45 graus celsius. Chegamos lá às 14 horas e o próximo ônibus com ar condicionado sairia apenas às 21:30. A opção foi pegar o sem ar condicionado mesmo, que nos levaria por 250km até Rishikesh. Depois de 8 horas e muito suor, nós finalmente chegamos, exaustos, ao hotel.
Depois de uma noite bem dormida e recuperados da maratona, nós demos voltas pela tranquila Rishikesh e seus bonitos templos e restaurantes à beira do rio Ganges. A temperatura estava bem mais amena, então foi bom andar aos arredores. Nós encontramos alguns moradores locais pelo couchsurfing e tivemos conversas super interessantes. No final da tarde o vento batia vindo do rio, as luzes se acendiam e a cidade ficava com um clima relaxado e charmoso.
Voltamos à Delhi um pouco antes do planejado para encontrar o Yogen, que conhecemos pelo couchsurfing, antes de sua viagem. Ele, apesar de ocupado com os preparativos, nos buscou na estação do metrô e nos recebeu em sua casa. Provavelmente devido à altíssima temperatura, a minha pressão baixou muito e cheguei ainda passando mal. Mas o Pedro teve a oportunidade de conversar com ele sobre diversos assuntos. E mesmo depois de embarcar em sua viagem, o Yogen nos entregou a chave de seu apartamento para que ficássemos lá durante toda a nossa estadia em Delhi. Este tipo de confiança é realmente magnífica! E a percepção da enorme quantidade de coisas que aprendemos com as pessoas novamente nos surpreende.
        Depois de um dia de molho até que eu me sentisse melhor, nós saímos para explorar a cidade. Delhi é bem organizada e as linhas de metrô são ótimas. Passeamos em mercados locais coloridos e incríveis. As opções de souvenirs são imensas e tudo é muito bonito e barato. Até eu que não sou muito chegada à compras quase enlouqueci!
No nosso último dia na cidade nós encontramos um amigo da Nidhi, a indiana com a qual eu trabalhei na Nova Zelândia. Ele foi inacreditável, nos pegou em casa, nos levou para almoçar em dois diferentes restaurantes para que conhecêssemos, nos levou em pontos turísticos da cidade e nos contou coisas incríveis sobre a cultura e vida na Índia. O perfeito último dia!
Como visitamos o país na estação errada, nós não fizemos muita coisa. O calor fez com que deixássemos de visitar Jaipur, Varanasi e até o Taj Mahal. Isso, unido à nossa admiração pela Sunrise Academy em Begha faz com que não deixemos o país sem clima de despedida, já que temos certeza de que voltaremos um dia. Nós realmente temos um carinho especial pela Índia, mas é hora de seguir em frente. Próximo destino: Rússia! =)

--

Unfortunately we couldn’t get on the train we were on the waiting list for New Delhi. We got stuck in Siliguri for three days, until, thanks to a very helpful travel agent, we could get a spot in one of the trains. The city was very hot and full of people, but we stayed in a nice hotel and had some delicious food. After so much time drinking natural boiled water, bottled mineral water tasted weird.
It was time to take the train and the marathon began. We arrived in New Delhi after 24 hours and took a taxi to the bus station, the temperature hovered 45 degrees celsius. We got there at 2pm and the next bus with air conditioning would leave only at 9:30pm. The option was to take the one without air conditioning, which would take us for 250km until Rishikesh. After 8 hours and a lot of sweating, we finally arrived, exhausted, to the hotel.
After a good night of sleep and recovered from the marathon, we wandered around the relaxed Rishikesh and its beautiful temples and restaurants along the Ganges river. The temperature was much milder, so it was nice to walk around. We met some couchsurfing locals and had interesting conversations. By late afternoon the wind blew from the river, the lights lit up and the city got a relaxed and charming atmosphere.
We returned to Delhi a little earlier than planned to meet Yogen, from couchsurfing, before his trip. He, although busy with the preparations, picked us up at the metro station and took us into his home. Probably due to the high temperature, my blood pressure dropped a lot and I got there still feeling sick. But Pedro had the opportunity to talk to him about various subjects. And even after embarking on his trip, Yogen handed us the key of his apartment so we could stay there throughout our stay in Delhi. This type of trust is truly magnificent! And the perception of the enormous amount of things we can learn from people again surprises us.
After a full day inside the house until I felt better, we went out to explore the city. Delhi is organized and the metro lines are great. We walked the colorful and incredible local markets. The options of souvenirs are endless and everything is very pretty and cheap. Even me, that am not very into shopping, almost went crazy!
On our last day in town we met a friend of Nidhi, the Indian girl I worked with in New Zealand. It was unbelievable, he picked us up, took us to lunch at two different restaurants so that could try them, took us to the sights of the city and told us amazing things about the culture and life in India. The perfect last day!
        As we visited the country in the extremely hot season, we didn’t do much. The heat caused us to skip places like Jaipur, Varanasi and even the Taj Mahal. This, along with our admiration for the Sunrise Academy in Begha causes us to not leave the country with a farewell atmosphere, since we are sure we will return one day. We really have a special endearment for India, but it's time to move on. Next destination: Russia! =)

A família com a qual ficamos em Begha
The family we stayed with in Begha
Esperando o trem
Waiting for the train
No trem
At the train 
No caminho para Rishikesh
On the way to Rishikesh
Rishikesh
Rishikesh 
Feira em Nova Delhi
Market in New Delhi
Old Delhi 
India Gate

1 comment:

  1. ERMELINDA FERREIRA COELHOJuly 3, 2012 at 4:12 AM

    ESPERO QUE VOCÊS TENHAM,NA RUSSIA UMA TEMPERATURA MAIS AMENA,PORQUE MUITO CALOR DEVE SER IMSUPORTÁVEL.E VOCÊ AGORA ESTÁ BEM? CUIDEM -SE PARA O NOSSO ENCONTRO TÃO AGUARDADO.BEIJOS:VÓ E VÔ

    ReplyDelete